Youtube Twitter Facebook Instagram

Segunda-Feira - 18.12.2017

Manhã: Sol com algumas nuvens Tarde: Pancada de chuva isolada


MÍNIMA: 17º - MÁXIMA: 28º

Diário Rio do Peixe

Segunda-Feira - 18.12.2017

Manhã: Sol com algumas nuvens Tarde: Pancada de chuva isolada


MÍNIMA: 17º - MÁXIMA: 28º

LAGES

Deus me deu mais uma oportunidade, diz PM que sobreviveu a atropelamento

Uma das seis vítimas atropeladas no Centro de Lages segue internada na UTI do hospital do município

03/12/2017 - 16:31:10 - Atualizada em 04/12/2017 - 23:02:30
Diário Rio do Peixe

Sobrevivente da sequência de atropelamentos que começou em um calçadão no centro de Lages, na tarde de sexta-feira, o sargento Joel Alves de Souza, de 48 anos, recebeu alta do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres por volta do meio-dia deste sábado.  

Ele participou da perseguição ao Sandero dirigido por Giovanni Oliveira Fornari, que foi baleado e morreu após receber atendimento médico. Em uma mensagem de agradecimento gravada por celular, o sargento relembrou como foi arremessado por cima do veículo e, depois, arrastado pelo carro por alguns metros quando já estava caído no chão.

— Graças a Deus estou vivo. Deus me deu mais uma oportunidade... Ele acelerou para cima de mim. O meu corpo travou o carro, não deixava ir para frente. Ele deu uma ré e acelerou de novo, veio para cima de mim com tudo. Me levou de arrasto uns três a quatro metros, o que causou todos esses machucados. A bondade de Deus é grande e infinita, que me livrou da morte. Me deu mais uma oportunidade de viver — agradeceu Joel.

No depoimento, o sargento conta que continuou debaixo do carro mesmo depois de Giovanni abandonar o veículo, quase desmaiando. Foi quando recebeu a ajuda de pessoas que passavam pelo local.

—Eles tiveram um papel fundamental para que eu pudesse estar aqui dando meu depoimento nesse momento — agradeceu novamente.

Além das escoriações visíveis no rosto, o sargento disse estar com três vértebras fraturadas e dois coágulos de sangue no pulmão.  

Uma mulher de 33 anos permanece internada na tarde deste domingo (3) no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres em Lages, na Serra catarinense. Ela é uma das seis vítimas do atropelamento de sexta-feira (1º) no Centro da cidade. O motorista do veículo morreu.

Segundo a unidade hospitalar, a mulher está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em estado grave, devido a um politraumatismo. Um policial militar que também ficou ferido no atropelamento teve alta hospitalar na manhã de sábado, segundo o hospital.


© 2011 - 2017. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.