Youtube Twitter Facebook Instagram

Terça-Feira - 19.02.2019

Sol e temperatura em elevação nos próximos dias


MÍNIMA: 14º - MÁXIMA: 26º

Diário Rio do Peixe

Terça-Feira - 19.02.2019

Sol e temperatura em elevação nos próximos dias


MÍNIMA: 14º - MÁXIMA: 26º

Colunistas

Asfalto no Mutirão

12/12/2013 - 00:00:00
Osni Ribeiro Mello

"Desejo ser um criador de mitos, que é o mistério mais alto que pode obrar alguém da humanidade" Fernando Pessoa

UDESC em Caçador: Com as sobras sai?

  Li em algum lugar que o reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Antonio Heronaldo de Sousa, esta visitando os deputados estaduais para tentar sensibilizá-los a repassar as sobras de recursos recebidos para instituição poder implantar os projetos que estão parados. Projetos como a instalação dos campi do Meio-Oeste, inclusive o de Caçador.

  Hoje a instituição recebe 2,49% da Receita Líquida Disponível (RLD) do Estado, conforme previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e em 2012, foram repassados R$ 235 milhões. O Reitor usa como argumento que são necessários mais R$ 40 milhões - mais ou menos o que a Alesc vai devolver – para realizar a ampliação dos serviços para o Meio-Oeste.

  O reitor alega que de outra maneira não poderão instalar o campus prometido pelo governador em 4 de abril de 2012 em Caçador. Hoje, os recursos disponíveis são consumidos com: folha de pagamento, custeio e investimentos em infraestrutura para o desenvolvimento das ações de ensino, pesquisa e extensão em 12 centros.

  Resumindo. Se os deputados não direcionarem a “sobra” de recursos da Alesc para investir na ampliação da Udesc, é bem provável que a universidade continue no papel. Há um ano sete meses e sete dias no papel. Hoje o governador estará em Caçador, um bom momento para as lideranças cobrarem dele uma solução.

Empresários caçadorenses no ENAI

 O vice-presidente regional da Fiesc, Gilberto Seleme, e os empresários José Tombini e Henrique Basso, fazem parte da delegação de 100 empresários, integrantes da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) e representantes de sindicatos, que participaram do 8º Encontro Nacional da Indústria (ENAI). O mais representativo evento empresarial da indústria brasileira, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), realizado na quarta e quinta-feira em Brasília, com a presença da presidente Dilma Rousseff na abertura. Na foto o empresário José Tombini, Gilberto Seleme, Glauco José Côrte, presidente da Fiesc e Henrique Basso, presidente da Acic.

Asfalto no Mutirão

  A prefeitura de Caçador, através da Secretaria de Infraestrutura, já iniciou a preparação das ruas do Loteamento Mutirão, para receber a pavimentação asfáltica. Nesta primeira etapa o projeto da prefeitura é de asfaltar as três principais ruas do loteamento. Até o final do ano será preparada a base das ruas e no ano que vêm a o processo será concluído com a aplicação da capa asfáltica. A comunidade esta otimista que agora o asfalto saia e não será mais uma promessa.

Proerd

  A mais recente formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) foi tema de manifestação na Câmara de Vereadores. O vereador Moacir D’Agostini (DEM) resaltou a importância do programa e seu alcance social. “Através do Proerd 600 crianças, apenas neste ano, foram orientadas sobre os malefícios das drogas”, observou. O presidente da Câmara, Carlos Evandro Luz (PMDB), também se manifestou e disse que um importante instrumento de educação e conscientização e que as escolas de ensino regular deviam se preocupar mais com o assunto.

Reunião

  O vereador Ricardo Pelegrinello (PT) convidou os vereadores e interessados para participarem da reunião da Comissão de Finanças, que hoje, às 16h, vai analisar e debater os projetos que aportaram na casa ontem (11) e vão tomar as últimas sessões do legislativo.

Vendedor

  Dia desses cheguei numa loja de Caçador para comprar um produto. Depois de especificar que produto queria a vendedora afirmou “Esse vai ser difícil, muito difícil encontrar”. Tive que concordar com ela, com este tipo de postura vai ser difícil mesmo.

Incêndio

  A prefeitura de Caçador esta enfrentando um problema para concluir as obras que necessitam de pavimentação asfáltica. Um incêndio destruiu parte das instalações da refinaria de Araucária (PR), de onde vem o asfalto (CAP) que é utilizado nas obras. A prefeitura esta aguardando o reestabelecimento das entregas pela Petrobrás, já que as outras opções de compra: Belo Horizonte (MG) e Osório (RS) encareceriam muito o produto, resultando em prejuízo.

ICMS parcelado

  O governador Raimundo Colombo atendeu a solicitação apresentada pela Federação das CDLs de SC (FCDL/SC) e autorizou o parcelamento do ICMS das vendas do comércio em dezembro. Os lojistas poderão pagar o imposto apurado no mês do Natal em duas parcelas: 70% até 10 de janeiro e 30% até o mesmo dia de fevereiro de 2014. De acordo com Sergio Medeiros, presidente da entidade, a medida dará um importante fôlego aos lojistas catarinenses e pode trazer benefícios também para os consumidores. “Essa medida é fundamental para o equilíbrio do varejo do estado, em um ano em que os resultados ficaram abaixo do esperado”, observa.

Pesquisa nova

  Uma nova pesquisa nacional sobre sucessão presidencial, feita pelo Instituto Paraná Pesquisas; no cenário principal, a presidente Dilma Rousseff tem 43,46%, contra 17,14% de Aécio Neves, 15,61% do cada vez mais candidato Joaquim Barbosa e 6,93% de Eduardo Campos. Sem o juiz pop, números são muito parecidos com os do Datafolha: a presidente com 47,15%, o tucano com 20,51% e o pernambucano com 11,31%; também foram feitas simulações com Marina Silva, José Serra e o ex-presidente Lula; Marina pode provocar o segundo turno; Lula venceria de lavada, com 54% dos votos; "a oposição precisa de Barbosa ou de Marina para não enterrar de vez seu caixão", diz Murilo Hidalgo, diretor do Paraná Pesquisas. Do Brasil 247.

osniribeiromello@gmail.com

Osni Ribeiro Mello

Olá, eu sou Osni Ribeiro Mello, jornalista, administrador de empresas e Engenheiro Civil. Depois de ter passado pelos jornais: Gazeta Sul, Folha da Cidade e Informe e por todas as editorias. Atividades que consumiram 15 anos de minha vida e me deram muita experiência, resolvi que muito mais que dar a notícia eu apontaria os erros e as soluções. Pronto, virei colunista e instantaneamente odiado por escrever demais. De qualquer forma o portal www.diarioriodopeixe.com.br e o Jornal Extra resolveram apostar numa coluna de informações políticas e aqui estou tentando consertar o mundo e levando as notícias com uma pitada de humor e senso critico. Também mantenho o osnirmello.blogspot.com.br, blog onde divulgo as ideias que podem mudar o nosso mundo, ou não.

Espalhe essa coluna:

© 2011 - 2019. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.