Youtube Twitter Facebook Instagram

Quinta-Feira - 21.03.2019

Início do Outono às 18h58min (Hemisfério Sul)


MÍNIMA: 16º - MÁXIMA: 26º

Diário Rio do Peixe

Quinta-Feira - 21.03.2019

Início do Outono às 18h58min (Hemisfério Sul)


MÍNIMA: 16º - MÁXIMA: 26º

OESTE

Polícia Civil investiga desaparecimento de caminhoneiro

Caminhão foi encontrado com peças trocadas e manchas de sangue no município de Saudades

11/01/2019 - 12:20:27 - Atualizada em 11/01/2019 - 19:35:46
G1

A Polícia Civil investiga o desaparecimento do caminhoneiro Ezequiel Fernando Schneider, de 41 anos, ocorrido no domingo, dia 6. O último contato com a família, que mora no Rio Grande do Sul, foi na noite de sábado, dia 5. O caminhão dele foi encontrado com as peças trocadas e manchas de sangue.

Ezequiel saiu com o veículo de Goiás e tinha Chapecó como destino final para a carga. Mas a rota foi alterada e o veículo abandonado no pátio de um posto nas margens da BR-282, em Saudades, a cerca de 67 quilômetros de Chapecó. Ele já não estava mais dentro do caminhão.

A família encontrou o veículo por meio do GPS. O caminhão passou por perícia e está na Delegacia de Pinhalzinho. A carga de cereais não foi roubada e o celular de Ezequiel ainda estava dentro da cabine. A única alteração, segundo a polícia, está nos pneus, que eram novos e foram trocados por velhos.

"Através de fotos enviadas por familiares de que o rodado do caminhão tinha sido trocado e foi verificado que, dentro do veículo, tinha uma quantidade muito grande de sangue. Então desde logo já acionou o alerta de que poderia haver algum crime violento nessa situação", disse o delegado Arthur de Oliveira Lopes.

A polícia já ouviu testemunhas e parentes de Ezequiel. Nos próximos dias também deve tomar o depoimento de pessoas que tiveram contato com o caminhoneiro em Goiás.

"A gente não descarta nenhuma hipótese, nem mesmo de Goiás. A gente está tendo muito contato com pessoas de lá que estão servindo como testemunhas", afirmou o delegado.

Qualquer informação sobre o caso pode ser repassada para o telefone da Polícia Civil de Pinhalzinho, (49) 99833-8497.

© 2011 - 2019. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.