Youtube Twitter Facebook Instagram

Sábado - 15.12.2018

Fim de semana quente com pancadas de chuva em SC


MÍNIMA: 18º - MÁXIMA: 30º

Diário Rio do Peixe

Sábado - 15.12.2018

Fim de semana quente com pancadas de chuva em SC


MÍNIMA: 18º - MÁXIMA: 30º

LAGES

Jovem é condenado a 24 anos de prisão por latrocínio

A vítima combinou um encontro com o jovem, para ter relações sexuais, das quais seria cobrado um valor em torno de R$ 150

05/12/2018 - 15:01:24 - Atualizada em 06/12/2018 - 01:03:27
Foto: Vinicius Prado/ Arquivo CL

Acusado de matar José Tadeu Laurentino, um empresário de 60 anos, Gustavo Henrique de Jesus Seta da Silva foi condenado a 24 anos de prisão por latrocínio, pois tinha o intuito de roubar o dinheiro, carro e celular da vítima. O réu também foi denunciado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) pelo crime de ocultação de cadáver. A decisão ainda é passível de recurso.

A denúncia apresentada pelo Ministério Público na Comarca de Lages relata que Gustavo e a José se encontraram próximo à Usina Hidrelétrica de Salto Caveiras. Lá, o acusado agrediu a vítima com instrumento contundente, matando o empresário, depois ocultando seu corpo a aproximadamente 70 metros do local, com o intuito de levar seus pertences. O crime aconteceu em 9 de março, mas seu corpo foi encontrado somente no dia 11. Gustavo foi preso no dia 15 do mesmo mês.

Diante dos fatos e provas apresentados pelo Ministério Público, o Juízo da 2ª Vara Criminal da Comarca de Lages considerou o réu culpado pelos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver. Pelo primeiro crime, foi condenado a pena de 23 anos e ao pagamento de 11 dias/multa e pelo segundo, a pena aplicada foi de 1 ano de reclusão e o pagamento de outros 11 dias/multa, totalizando 24 anos de reclusão em regime inicial fechado mais o pagamento de 22 dias/multa, sendo cada um no valor de um salário-mínimo.

© 2011 - 2018. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.