Youtube Twitter Facebook Instagram

Domingo - 17.12.2017

Um ar mais quente e úmido vai garantir a presença do sol entre nuvens


MÍNIMA: 18º - MÁXIMA: 33º

Diário Rio do Peixe

Domingo - 17.12.2017

Um ar mais quente e úmido vai garantir a presença do sol entre nuvens


MÍNIMA: 18º - MÁXIMA: 33º

CRUELDADE

Três acusados serão julgados por homicídio em Calmon

A vítima teria sido espancada, violentada sexualmente e também teve uma cruz desenhada no peito, a golpes de facão

17/08/2017 - 22:50:35 - Atualizada em 18/08/2017 - 18:50:20
Diário Rio do Peixe

Nesta sexta-feira (18), três acusados do homicídio de Julio Cesar Pereira Lopes vão a júri popular. Cleiton da Silva Azeval, Cristiano Alves Antunes e Felipe Cesar da Luz são acusados de estuprar a vítima depois de mante-lá em cárcere privado.

Conforme relatos, o crime aconteceu em 2014, quando Felipe e Cristiano tinham 18 anos. Eles foram presos no dia do crime e confessaram participação no assassinato de Júlio Cesar, de 32 anos, encontrado morto com golpes de facão em Calmon.

Em depoimento, Cleiton, de 25 anos, foi considerado pelos outros acusados como metor do homicídio. Ele foi preso em Curitibanos um dia depois do crime. Os envolvidos contaram à polícia que a vítima teria dançado, com a ex-mulher de Cleiton.

Todos estavam em um bar na noite deste sábado, quando uma emboscada foi armada para atrair Lopes. Por volta das 22h, os quatro foram até a casa do suspeito que continua foragido para consumir bebidas alcoólicas. No local, Lopes foi trancado, sofreu ameaças de agressões.

De acordo com dados do processo, a vítima teria sido espancada, violentada sexualmente e também teve uma cruz desenhada no peito, a golpes de facão. Lopes foi levado, por volta da 1h, a um local isolado e foi assassinado. O corpo foi encontrado por populares somente na manhã deste domingo.


© 2011 - 2017. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.