Youtube Twitter Facebook Instagram

Segunda-Feira - 18.12.2017

Manhã: Sol com algumas nuvens Tarde: Pancada de chuva isolada


MÍNIMA: 17º - MÁXIMA: 28º

Diário Rio do Peixe

Segunda-Feira - 18.12.2017

Manhã: Sol com algumas nuvens Tarde: Pancada de chuva isolada


MÍNIMA: 17º - MÁXIMA: 28º

CAPINZAL

Pais de bebê assassinado passam a ser réus no processo

A morte do bebê de dois meses causou comoção e revolta na população capinzalense

20/04/2017 - 01:27:40
Atual FM

O juiz de direito Daniel Radünz, da Comarca de Capinzal, recebeu na tarde desta quarta-feira (19) a denúncia do Ministério Público envolvendo a morte do bebê Brayan Hemanuel Toldo. Os pais, Aislan Toldo e Vanessa Rodrigues da Silva, acusados de serem os autores do crime, passam a figurar agora como réus no processo. Eles foram denunciados por crime de homicídio triplamente qualificado. Com o novo encaminhamento, os acusados terão prazo de 10 dias para apresentarem a defesa escrita. Ambos seguem recolhidos no Presídio Regional de Joaçaba à disposição da Justiça.

Consta na denúncia que Aislan Ribeiro Toldo, teria agredido a criança com tapas, chacoalhões, cotoveladas, apertões, arremesso contra o sofá e também agressões com outros meios e instrumentos contundentes ainda indeterminados, por reiteradas vezes, atingindo várias partes do corpo, especialmente o tronco, braços, cabeça e crânio.

Pesa contra a mãe da criança o fato da omissão, eis que na condição de mãe da vítima podia e deveria ter agido para evitar o resultado, uma vez que tinha por lei a obrigação de cuidado, proteção e vigilância. Ainda de acordo com a denúncia, o crime foi praticado por motivo fútil, uma vez que os denunciados empregaram os atos de violência com o objetivo de fazer com que a criança parasse de chorar, sendo nítida a desproporção entre a conduta e a sua causa. Segundo especialistas da área criminal, se condenados os dois poderão pegar uma pena que varia a de 18 a 24 anos de cadeia cada.

O crime

A morte do bebê de dois meses causou comoção e revolta na população capinzalense. O fato ocorreu na Rua Romeu Gasser, no Loteamento Parizotto. A mãe afirmou ter ido para a cama por volta das 2h da manhã e deixado a criança com o pai, de 21 anos. Por volta das 4h, o jovem acordou a esposa dizendo que o filho não tinha mais sinais de vida. A mulher pediu socorro aos pais, que residem nas proximidades, e eles encaminharam o neto até a emergência do Hospital Nossa Senhora das Dores, onde foi confirmado o óbito.

© 2011 - 2017. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.