Youtube Twitter Facebook Instagram

Sábado - 21.07.2018

Massa de ar frio derruba temperaturas em SC


MÍNIMA: 5º - MÁXIMA: 16º

Diário Rio do Peixe

Sábado - 21.07.2018

Massa de ar frio derruba temperaturas em SC


MÍNIMA: 5º - MÁXIMA: 16º

HOSPITAL MAICÉ

Dieta Hospitalar é fundamental na recuperação dos pacientes

Para ter uma ideia da quantidade de alimentos que são preparados todos os dias, somente no mês de dezembro de 2017, foram servidos 3.719 cafés da manhã, 3.019 almoços, 2.607 lanches da tarde, 2.468 jantas e 2.052 ceias

12/01/2018 - 20:10:02 - Atualizada em 13/01/2018 - 20:10:34
Diário Rio do Peixe

O Hospital Maicé, buscando cada vez mais bem atender os seus pacientes, realiza procedimentos imprescindíveis para que eles tenham plena recuperação. Um dos setores importantes neste processo é a cozinha, que conta com acompanhamento de especialista e uma dieta balanceada, de acordo com cada necessidade.

Solange Zanetti é nutricionista e responsável técnica pela cozinha do hospital Maicé. Ela explica que o setor é composto por 20 funcionárias, divididas em três turnos das 6h a 1h e que são servidas cinco refeições diariamente: café, almoço, lanche, janta e ceia para pacientes e acompanhantes, além da alimentação de alguns funcionários. 

Ela enaltece que a cozinha trabalha com a formulação das dietas. “Cada equipe verifica a dieta dos pacientes junto à enfermagem e serve as refeições com base nessas informações. A cada semana os cardápios são trocados, sempre levando em consideração a alimentação balanceada e a dieta recomendada para cada paciente”, destacou.

Solange frisa que esse acompanhamento é fundamental na recuperação dos pacientes. “Dizemos que a dieta hospitalar é tão importante quanto a medicação. Não adianta o paciente estar medicado, com os exames em dia,se não está se alimentando direito. Muitos pacientes não têm um prognóstico bom porque estão desnutridos. A nossa função é extremamente importante, pois é direcionada de acordo com o que o paciente precisa, sempre conversando com a família, o médico e a equipe de enfermagem”, completou.

Para Sandra Helena Piran, que trabalha na preparação dos alimentos, é um orgulho fazer parte da equipe. “Gosto do que faço e cozinho com amor. Buscamos sempre fazer tudo de forma organizada e com todos os procedimentos de higiene, para ajudar na recuperação dos pacientes”, destacou.

Ela enaltece ainda que busca sempre preparar pratos diferentes, pensando no bem dos que irão fazer uso dos alimentos. “Tentamos agradar, caprichando no tempero para os pacientes e acompanhantes. Me sinto gratificada quando um paciente agradece e elogia o nosso trabalho. Acredito que o segredo dos bons resultados seja a união da equipe, que busca sempre fazer o melhor”, completou.

Refeições em dezembro

Para ter uma ideia da quantidade de alimentos que são preparados todos os dias, somente no mês de dezembro de 2017, foram servidos 3.719 cafés da manhã, 3.019 almoços, 2.607 lanches da tarde, 2.468 jantas e 2.052 ceias.

Média de quantidade

Todos os meses são utilizados diversos ingredientes para preparação das refeições. Entre os principais, a média mensal é de 600 litros de leite, uma tonelada de carne de frango e gado, 400 quilos de arroz, 400 quilos de açúcar, 150 litros de óleo e 150 quilos de feijão. 

Galeria de Imagens

© 2011 - 2018. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.