Youtube Twitter Facebook Instagram

Terça-Feira - 21.05.2019

Semana começa com sol em SC Chuva nos próximos dias


MÍNIMA: 11º - MÁXIMA: 23º

Diário Rio do Peixe

Terça-Feira - 21.05.2019

Semana começa com sol em SC Chuva nos próximos dias


MÍNIMA: 11º - MÁXIMA: 23º

JOAÇABA

Acadêmicos veteranos aplicam trote humilhante em calouros da Unoesc

A universidade se manifestou em repúdio ao ato e tomará providências administrativas junto aos organizadores de episódios desse tipo

15/02/2019 - 01:30:34 - Atualizada em 15/02/2019 - 11:23:20
Eder Luiz

Imagens humilhantes marcaram o início das aulas da Unoesc de Joaçaba. Calouros foram recebidos pelos veteranos com um "trote", realizado supostamente por alunos do curso de Odontologia, nesta quinta-feira (14). A ação não foi nada positiva.

O fato aconteceu em uma rua em frente a universidade, do lado de fora do Campus I. Imagens que circulam pelas redes sociais mostram cenas degradantes e vexatórias. Além de dezenas de pessoas preocupadas em filmar e fotografar. Algumas imagens foram enviadas ao Portal Éder Luiz, que preferiu cortar e desfocar a imagem para preservar os alunos.

Os alunos veteranos descumpriram a portaria existente na Universidade desde 2013, que proíbe trotes que ofendam a dignidade e a integridade física, moral e psicológica dos alunos, causem constrangimento, que exponham, de forma vexatória ou ainda impliquem em pedido de doação de bens ou dinheiro. 

Em suas redes sociais, a Unoesc se manifestou por meio de nota, informando não compactuar com trotes violentos e/ou humilhantes e tomará providências administrativas junto aos organizadores de episódios desse tipo. Orienta, ainda, que os alunos ingressantes que se sentirem ofendidos ou intimidados contatem a coordenação do curso.

"A sociedade de hoje quer pessoas que tenham empatia e que respeitem seu próximo. Por isso, a Portaria n. 31/UNOESC -R/2013 incentiva a prática de trotes educativos e solidários", diz ainda a nota.

O documento aponta que as sanções previstas aos alunos pode ser pagamento de multa e/ou suspensão das atividades letivas na Universidade.

A Universidade incentiva sempre os alunos a praticarem trotes solidários, muitos já mostrados aqui no Portal, entre eles doação de sangue e de alimentos. O fato acontecido nesta quinta-feira é isolado, em meio a tantos outros que serviram de exemplo de solidariedade.

Trote é crime

O ato é considerado crime por meio de Lei Estadual número 15.431. A lei prevê multa de R$ 1 mil até R$ 20 mil para quem for flagrado praticando algum tipo de violência nas atividades escolares, além da suspensão do aluno envolvido.

Considera-se o trote condutas que ofendam a integridade física, moral e psicológica e impliquem em constrangimento aos novos estudantes, exponham de forma vexatória os novos integrantes do corpo discente do estabelecimento de ensino e impliquem em pedido de doação de bens ou dinheiro pelos novos alunos.



© 2011 - 2019. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.