Youtube Twitter Facebook Instagram

Domingo - 22.04.2018

Alterna céu claro a sol e nuvens, intervalos de nublado


MÍNIMA: 10º - MÁXIMA: 28º

Diário Rio do Peixe

Domingo - 22.04.2018

Alterna céu claro a sol e nuvens, intervalos de nublado


MÍNIMA: 10º - MÁXIMA: 28º

REVIRAVOLTA

Governo federal cancela resolução que previa curso para renovar CNH

Quando se tornou pública nesta semana, a notícia gerou críticas

18/03/2018 - 13:59:25 - Atualizada em 19/03/2018 - 11:30:41
DC

O Ministério das Cidades revogou neste sábado (17) a resolução que altera procedimentos para renovação da  Carteira Nacional de Habilitação (CNH). De acordo com nota, a decisão do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, "acontece em conformidade com os objetivos do governo federal de reduzir custos e facilitar a vida do brasileiro". A medida começaria a valer em junho.

No dia 8 de março, foi publicada no Diário Oficial uma resolução que modificava os requisitos para quem queria fazer ou renovar a CNH. Elaborada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a medida agora cancelada determinava que quem tiver de renovar a habilitação deveria fazer um curso teórico de 10 horas/aula (presencial ou a distância), passar por uma prova e realizar exame médico. No Rio Grande do Sul, a renovação da CNH que hoje custa R$ 215,59 passaria para R$ 333,43 — um aumento de 54,6% — caso a resolução começasse a valer. 

Quando se tornou pública nesta semana, a notícia gerou críticas. Descontente com as novas regras, o deputado federal gaúcho Jerônimo Goergen (PP-RS) apresentou um projeto de decreto legislativo para suspender a resolução que redefiniu a formação de condutores no país. Já na próxima semana, o parlamentar pretendia buscar apoio junto aos líderes da Câmara dos Deputados para que sua proposta passasse à frente das demais e não precisasse enfrentar o trâmite pelas comissões. O deputado Rodrigo Maia chegou a dizer que a Câmara poderia vetar a resolução do Contran a partir de terça-feira (19).  Com a decisão do Ministério das Cidades, as medidas dos parlamentares se tornam desnecessárias. 

Confira a íntegra da nota divulgada pelo Ministério das Cidades:

 Por determinação do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e presidente do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), Maurício Alves, revoga a resolução 726/2018 que torna obrigatória a realização e aprovação em Curso de Aperfeiçoamento para renovação da Carteira Nacional de Habilitação. 

A diretriz da atual gestão da Pasta tem por objetivo implementar ações e legislações que atendam às expectativas da população, no sentido de simplificar a rotina e levar conforto e praticidade a seu dia a dia. Esta ação acontece em conformidade com os objetivos do Governo Federal de reduzir custos e facilitar a vida do brasileiro. 

Esclarecemos que a medida é tomada com todo respeito ao trabalho da Câmara Temática de Educação, Habilitação e Formação de Condutores, ao trabalho realizado pelo Contran e todos os profissionais envolvidos. Neste sentido, informa-se que os técnicos do Denatran do Ministério das Cidades, seguirão na busca de alcançar o objetivo de promover a cada vez mais a segurança dos usuários de trânsito, mas sempre com  absoluto foco na simplificação da vida dos brasileiros e na constante busca pela redução de custos de forma a não afetar a rotina dos condutores que precisam renovar suas carteiras de habilitação/CNHs por todo o Brasil. 

Alexandre Baldy
Ministro das Cidades

© 2011 - 2018. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.