Youtube Twitter Facebook Instagram

Sexta-Feira - 20.04.2018

Fim de semana com previsão de sol e temperaturas em elevação ao longo do dia


MÍNIMA: 10º - MÁXIMA: 28º

Diário Rio do Peixe

Sexta-Feira - 20.04.2018

Fim de semana com previsão de sol e temperaturas em elevação ao longo do dia


MÍNIMA: 10º - MÁXIMA: 28º

INVESTIGAÇÃO

Servidor público de Caçador é preso por furto

Foram presas 18 pessoas na operação de combate ao furto e roubo de veículos pesados

15/12/2017 - 10:15:33 - Atualizada em 15/12/2017 - 23:12:36
Diário Rio do Peixe

Na manhã desta sexta-feira (15), a Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal de Caçador, com apoio da DPCO e DPMUs desta regional, da DFRV DEIC, da DIC de São Lourenço do Oeste, das delegacias de polícia de Lebon Régis, Videira, Concórdia, Santa Cecília, Joaçaba e Canoinhas, cumpriu 19 mandados de prisão preventiva contra investigados pelos crimes de organização criminosa, furto e roubo de veículos pesados (caminhonetes e caminhões), bem como de máquinas agrícolas.

A investigação teve início em maio deste ano após um roubo de uma caminhonete na cidade de Caçador. No decorrer dos trabalhos, apurou-se que havia uma organização criminosa estruturada para cometer crimes contra o patrimônio, tendo como objeto veículos pesados e máquinas agrícolas, que, na maioria das vezes, eram encaminhados ao Paraná.

Reunidas as provas, representou-se pela prisão preventiva de 19 pessoas, sendo cumpridas até o momento 18 mandados. Os mandados foram cumpridos, concomitantemente, nas cidade de Caçador, Lebon Régis, Videira, Concórdia e Florianópolis, assim como no estado do Paraná, nas cidades de Pato Branco e Laranjeira do Sul.

Dentre os presos, há um ex-policial civil de Santa Catarina (preso no Paraná – Pato Branco) , um policial militar da reserva de Santa Catarina e um funcionário da prefeitura de Caçador. Salienta-se, outrossim, que foram lavrados três flagrantes, sendo um pela DEIC, veículo clonado, e dois pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e restrito, nesta comarca.

Os investigados, por orientação dos advogados, ficaram em silêncio . Após os procedimentos cartorários, os presos serão encaminhados ao presídio regional de Caçador, com exceção do policial militar da reserva, que será encaminhado ao batalhão de polícia militar da área.

Galeria de Imagens

© 2011 - 2018. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.