Youtube Twitter Facebook Instagram

Domingo - 17.02.2019

Céu encoberto com pancadas de chuva a partir da tarde


MÍNIMA: 14º - MÁXIMA: 24º

Diário Rio do Peixe

Domingo - 17.02.2019

Céu encoberto com pancadas de chuva a partir da tarde


MÍNIMA: 14º - MÁXIMA: 24º

BAIRRO ALVORADA

Temporal causa transtornos no fim da tarde em Videira

Moradores do Bairro Alvorada afirmaram que as rajadas superaram com folga os 80 quilômetros por hora

12/02/2019 - 01:45:30 - Atualizada em 12/02/2019 - 14:59:33
O Catarinense/ Rádio Capinzal

Severo temporal, por volta das 16 horas de hoje, atingiu a cidade de Videira. Dezenas de residências em praticamente todos os bairros da cidade sofreram algum tipo de dano em decorrência da força do vento. Não há informação oficial, mas os moradores mais antigos residentes no bairro Alvorada afirmaram que as rajadas superaram com folga os 80 quilômetros por hora.

Residências localizadas na Rua João Zardo, praticamente ao lado da cooperativa Cotan, sofreram severos prejuízos. O telhado de uma das residências foi levantada pela ventania e jogada conta o prédio da cooperativa, numa distância aproximada de 50 metros. Inúmeras janelas do prédio da cooperativa foram quebradas e suas estruturas, danificadas. Três famílias que residem em residência conjugadas tiveram prejuízos consideráveis.

O morador Lauvir Telles de Mello, que reside em terreno anexo à casa que sofreu avarias de vulto, disse que os prejuízos em sua casa, especialmente no telhado, foram provocados pelo material arrancado pelo vento da casa acima da sua. Madeirame pertencente ao imóvel atingido pelo vendaval estavam espalhados no entorno da cooperativa Cotan. Lauvir contou ainda que, quando visualizou o temporal chegando à Videira, teve uma intuição para tirar sua caminhonete da garagem de madeira. "Deus nos protegeu porque o vendaval foi assustador", agradeceu.

A dona de casa Marinez dos Santos, inquilina do imóvel que sofreu severas avarias no telhado, revelou que todos os seus móveis, colchões e roupa de uso pessoal estavam completamente molhados. "Nossos eletroeletrônicos também foram atingidos pela chuva. Estou aguardando que o proprietário do imóvel providencie a cobertura da casa", lamentou a dona de casa.

Os moradores relataram que toda a fiação elétrica rompeu-se durante a passagem do temporal. Por volta das 17h30min de hoje, a Celesc ainda não havia iniciado os trabalhos de recuperação da rede elétrica danificada.

De acordo com o corpo de bombeiros militar de Videira, a guarnição havia recebido inúmeros pedidos de corte de árvores caídas em vias públicas e fornecimento de lonas em decorrência de destelhamentos de imóveis.

Temporal voltou a assustar moradores e causar prejuízos em Capinzal

Um dos pontos foi na Avenida XV de Novembro, centro de Capinzal, onde a estrutura de uma obra em construção acabou sendo arrancada pelo vento e caiu sobre a rede. Conforme as equipes da CELESC encontravam o problema e efetuavam o conserto, o serviço foi sendo restabelecido gradativamente. 

No acesso ao Loteamento Jacob Dorini, também na área central de Capinzal, o vendaval acabou quebrando um cercado de vidro de um prédio. Os estilhaços ficaram espalhados pela rua em frente a edificação. Na mesma região o toldo de um prédio foi arrancado.

No Loteamento São Luiz a dona de casa Carla Rosane Agostinho de Oliveira se escondeu debaixo da mesa da cozinha ao perceber que a cobertura de sua casa estava sendo arrancada pelo vento. Os problemas maiores ocorreram na cozinha, em um dos quartos e no banheiro onde algumas folhas de brasilit foram danificadas.  

Houve queda de árvore sobre a rede elétrica na Rua Domingos Omizzollo, acesso ao São Luiz, imediações do SIMAE. A passagem de veículos está interrompida. Os prejuízos e demais problemas deverão ser verificados nesta terça-feira (12).

Segundo o Corpo de Bombeiros, até por volta das 22h45min foi feita a distribuição de lonas para 20 famílias. Felizmente não houve registro de feridos. A coordenadora da Defesa Civil, Elaine de Ávila, informou à reportagem da Rádio Capinzal que foram registrados pelo órgão 4 destelhamentos.

© 2011 - 2019. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.