Youtube Twitter Facebook Instagram

Quarta-Feira - 17.10.2018

Semana continuará com tempo instável em Santa Catarina


MÍNIMA: 12º - MÁXIMA: 21º

Diário Rio do Peixe

Quarta-Feira - 17.10.2018

Semana continuará com tempo instável em Santa Catarina


MÍNIMA: 12º - MÁXIMA: 21º

RÉVEILLON

Balneário Camboriú quer ultrapassar show de fogos do Rio

O edital de licitação para o show de fogos do Réveillon, lançado pela prefeitura de Balneário Camboriú, veio com valor de até R$ 2,4 milhões

11/10/2018 - 11:23:27 - Atualizada em 11/10/2018 - 15:37:27
NSC TV

O edital de licitação para o show de fogos do Réveillon, lançado pela prefeitura de Balneário Camboriú, veio com valor de referência mais alto e previsão de aumentar o volume das bombas desta vez. O preço máximo é de R$ 2,4 milhões, 33% mais do que o valor pago no ano passado.

O número de balsas, este ano, aumentará para 11 - uma balsa a mais será instalada na Barra Sul, para contemplar o crescimento populacional na ponta da praia. A Secretaria Municipal de Turismo chegou a cogitar a instalação de 12 balsas, mas não havia espaço suficiente.

O município exige, desta vez, bombas maiores do que as dos últimos anos, o que deve aumentar a tonelagem dos fogos de artifício. Na virada de 2017/2018 foram 20 toneladas. Com as mudanças no edital, a previsão é que a quantidade de fogos aumente de cinco a 10 toneladas, podendo chegar a 30. São cinco toneladas a mais do que no último Réveillon de Copacabana, no Rio de Janeiro. 

O secretário de Turismo, Miro Teixeira, não esconde a intenção de tornar o Réveillon de Balneário Camboriú o maior do Brasil em toneladas de fogos. 

— A quantidade dependerá do fornecedor que vencer o edital. Mas já temos mais balsas do que Copacabana — diz.

A prefeitura trabalha, agora, em meios de capitalizar o Réveillon, que hoje é pago com dinheiro do Fundo Municipal de Turismo. Um edital para venda de espaços comerciais chegou a ser lançado, mas a administração voltou atrás após receber reclamações dos donos de restaurantes da orla e dos permissionários das barracas de milho e churros. 

A Secretaria de Turismo trabalha agora em um novo edital, espelhando-se no modelo de exploração praticado no Réveillon de Florianópolis, que permite a exploração por marcas de bebidas, por exemplo. 

© 2011 - 2018. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.