Youtube Twitter Facebook Instagram

Domingo - 17.12.2017

Um ar mais quente e úmido vai garantir a presença do sol entre nuvens


MÍNIMA: 18º - MÁXIMA: 33º

Diário Rio do Peixe

Domingo - 17.12.2017

Um ar mais quente e úmido vai garantir a presença do sol entre nuvens


MÍNIMA: 18º - MÁXIMA: 33º

BADMINTON

Professores de Joaçaba estão realizando pesquisa inédita na Espanha

O projeto é uma parceria entre a Associação Meio Oeste de Badminton e o Programa de Mestrado da UNOESC

11/08/2017 - 23:54:21 - Atualizada em 12/08/2017 - 22:48:47
Diário Rio do Peixe

Pesquisadores Anderson Andres e Diego de Carvalho do município de Joaçaba estão realizando trabalho científico em colaboração com o Centro de Treinamento das Astúrias na cidade de Oviedo na Espanha.  O projeto ocorre em colaboração com o centro espanhol que tem como responsável o Técnico Francisco Alvarez Dacal, coordenador da área de desenvolvimento e formação de atletas na Espanha. Os professores estão realizando coleta de dados para uma pesquisa científica na modalidade de Badminton.

O Centro de Treinamento das Astúrias é um dos mais importantes centros de formação de jovens atletas da Europa e recebe jogadores de várias nacionalidades. Para o estudo já foram analisados atletas Espanhóis, Franceses, Ucranianos, Escoceses, Ingleses, Eslovenos e Equatorianos. Após concluírem as coletas na Espanha, os professores irão realizar as análises em centros de treinamento no Brasil, incluindo a Seleção Brasileira de Badminton.

No final do ano passado, Anderson e Diego, tiveram aprovação de fomento pela Federação Mundial de Badminton - BWF para o projeto intitulado “Antecipação e potencial relacionado a eventos em jovens atletas de badminton: diferenças entre jogadores competitivos e de nível recreativo”.  A organização BWF abre editais que visam financiar e estimular pesquisas científicas referentes à modalidade de Badminton no mundo.

O projeto dos professores de Joaçaba é resultado de uma parceria entre a Associação Meio Oeste de Badminton (AMOB) e o Programa de Mestrado em Biociências e Saúde da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC).  O objetivo do estudo é verificar diferentes parâmetros neurais e comportamentais que denotam antecipação em jovens atletas de nível competitivo, comparando-os com atletas iniciantes na modalidade. Para isso, os professores vão produzir estímulos semelhantes aos que ocorrem dentro de uma partida de Badminton. As reações dos atletas a esses estímulos serão avaliadas através de um eletroencefalograma e as tarefas serão filmadas para análises biomecânicas e comportamentais. Esses dados coletados são importantes para verificar como o processamento das informações permitem aos atletas anteciparem os movimentos e golpes do adversário. A hipótese é que atletas de alto nível utilizem outros recursos neurais e de aprendizagem motora para as antecipações dentro da partida de Badminton quando comparados a atletas iniciantes. Nesse contexto, a modalidade de Badminton está classificada dentro dos esportes de raquete como a mais rápida existente. A peteca, quando rebatida, pode ultrapassar os 400Km/h. Como é um esporte muito dinâmico, faz com que o jogador tenha frações de segundo para tomar decisões, ocorrendo assim, um ponto determinante entre a resposta assertiva ou a falha.

O professor Anderson é técnico da AMOB, que tem o apoio da Diretoria Municipal de Esportes de Joaçaba e da empresa Andrade Acabamentos, e um dos únicos Técnico Nível II Internacional da BWF no Brasil. Anderson já trabalha com a modalidade de Badminton no município de Joaçaba há 5 anos e foi eleito por duas vezes o melhor técnico de Santa Catarina pela Federação Catarinense de Badminton.

O professor Diego de Carvalho é Doutor em Fisiologia pela Universidade de São Paulo e atualmente é professor e pesquisador do programa de Mestrado em Biociências e Saúde e de cursos de Graduação da Universidade do Oeste de Santa Catarina.

O projeto é resultado de uma parceria entre a Associação Meio Oeste de Badminton (AMOB) e o Programa de Mestrado em Biociências e Saúde da Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC).  O objetivo do estudo é verificar diferentes parâmetros neurais e comportamentais que denotam antecipação em jovens atletas de nível competitivo, comparando-os com atletas iniciantes de Badminton

© 2011 - 2017. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.