Youtube Twitter Facebook Instagram

Sexta-Feira - 24.05.2019

Fortes ventos de sul e declínio da temperatura em SC


MÍNIMA: 8º - MÁXIMA: 13º

Diário Rio do Peixe

Sexta-Feira - 24.05.2019

Fortes ventos de sul e declínio da temperatura em SC


MÍNIMA: 8º - MÁXIMA: 13º

Colunistas

Saulo fora do páreo

PENSATA A impressão que passa é que a justiça para todos, aos poucos, se converte em justiça para Lula.

15/05/2019 - 16:48:49
Osni Ribeiro Mello

Saulo fora do páreo 

A recente publicação da sentença, no Diário Oficial do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, edição 3055, sobre o processo que investiga irregularidades na construção de muro na escola Esperança, coloca o prefeito Saulo Sperotto quase que definitivamente fora do páreo para a eleição de 2020. Isto por que Sperotto foi condenado a 2 anos e quatro meses de detenção, em regime inicial aberto e incluído no Cadastro Nacional de Condenações Cíveis por Ato de Improbidade Administrativa e Inelegibilidade do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Com a inclusão de seu nome no cadastro por improbidade, Saulo foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa e está inelegível pelos próximos 8 anos.

Badesc vai investir mais de R$ 58 milhões em municípios de SC

A Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc) vai investir R$ 58,7 milhões em municípios que apresentam alta evasão populacional e baixo repasse de recursos do IPM, entre outros índices de desenvolvimento. Neste primeiro momento, 46 municípios foram classificados no Protocolo de Intenções para financiar projetos pelo Programa Badesc Cidades. Eles têm até 31 de maio para entregar toda a documentação financeira na Agência.

A maior parte dos municípios está localizada na região Oeste (38%), seguida das regiões Norte (23,8%), Vale do Itajaí (14,2%), Serrana (11,6%), Sul (7,1%) e Grande Florianópolis (5,3%). Segundo o presidente do Badesc, Eduardo Machado, a classificação dos municípios seguiu critérios técnicos para pontuação.

Machado destaca que as novas regras têm como objetivo aprimorar a eficiência da aplicação de recursos pelo Programa e reduzir as desigualdades regionais com a ampliação na capacidade de atendimentos. “Queremos que todos os municípios, sejam eles de pequeno, médio ou grande porte, tenham condições de contratar financiamento. Neste primeiro momento atenderemos esses 46 e a medida em que a dotação orçamentária do Programa for reposta queremos viabilizar o atendimento a novos municípios”, afirma.

Do total de R$ 58.780.000,00, o Oeste receberá investimentos na ordem de R$ 22,3 milhões, o Norte R$ 14 milhões, o Vale do Itajaí R$ 8,3 milhões, a Serra R$ 6,8 milhões, o Sul R$ 4,2 milhões e a Grande Florianópolis R$ 3,1 milhões. Os valores serão divididos pelos municípios de acordo com o projeto contratado.

A lista de municípios contemplados nesta primeira etapa pode ser conferida em www.badesc.gov.br. Nos últimos cinco anos, foram atendidos pelo Programa 241 municípios, o que gerou investimentos na ordem de R$ 567 milhões na economia catarinense.

Jornalista lança livro para orientar campanhas de vereador

O jornalista e consultor de marketing político Frutuoso Oliveira está lançando o livro “Quero Ser Vereador, o que devo fazer”, com objetivo de orientar candidatos a vereador nas próximas eleições. De acordo com ele, a campanha de 2O2O já começou. “A próxima eleição de vereador terá uma forte influência das redes sociais e quem quiser vencer daqui a dois anos precisa estar atuando nas redes desde agora”, afirma o autor.

No livro, segundo o autor, é possível o candidato aprender a usar melhor as ferramentas digitais, mas também traz dicas de organização e planejamento de campanha. “O livro é uma compilação da minha experiência em campanhas quando usávamos as ferramentas tradicionais e agora com as ferramentas digitais. Essa soma constrói o novo modelo de campanha política”, explica Frutuoso Oliveira.

O livro está dividido em 16 capítulos, abordando o planejamento, a organização, a coordenação e q comunicação da campanha. “A campanha de vereador é mais próxima da população e também a mais difícil de todas, porque a concorrência é muito maior. Por isso, a pré-campanha é fundamental e decisiva para a vitória na eleição”, acrescenta o jornalista.

Junto com o consultor político Tadeu Comerlatto, Oliveira está preparando o curso “Quero Ser Vereador”, que será oferecido na modalidade à distância. “É uma forma de preparar quem vai enfrentar uma campanha. A maioria dos candidatos entra na campanha sem ter uma mínima noção do negócio. Esse curso vai mostrar como se faz uma campanha eleitoral vitoriosa”, argumenta Oliveira.

SERVIÇO - O livro está à venda na loja virtual da Academia de Política - https://loja.academiapolitica.com/. O trabalho do autor pode ser seguido no facebook no endereço facebook/queroservereadorem2020 e no site www.queroservereador.com

Unificação das eleições

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) apresentada pelo deputado Rogério Peninha Mendonça (MDB/SC) que unifica as eleições no país, teve parecer favorável do relator na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJC). Conforme o texto apresentado pelo deputado Valtenir Pereira (MDB/MT), a PEC é constitucional. “O primeiro passo foi dado. O parecer favorável do relator já indica que teremos boas chances de aprovar a minha proposta na CCJ. Muita gente tem me procurado para manifestar apoio na busca dos votos necessários para isso e tenho dito que a pressão neste momento precisa ser sobre os que são membros da Comissão. Essa é uma etapa fundamental, precisamos da maioria para que a PEC avance para a Comissão Especial”, comenta Peninha.

Como prejudicar SC 

Os gaúchos, leia-se Ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni (DEM), arrumaram um jeito de se livrar de uma de suas falidas empresas. Com a anuência do presidente Bolsonaro, colocaram em curso a incorporação da Eletrosul, a maior estatal federal do Sul, a Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE), instalada no Rio Grande do Sul, que está em estado pré-falimentar. A incorporação da Eletrobrás, que tem quatro vezes o tamanho da empresa gaúcha, é apenas a forma encontrada de levar a arrecadação de tributos e o faturamento de toda a Eletrosul para o Rio Grande do Sul. Um presente do governo Bolsonaro pela expressiva votação que teve em Santa Catarina.

Sonegadores

A partir de 1º de julho, a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) suspenderá os benefícios concedidos a empresas que estejam com débitos fiscais em Santa Catarina. Esta é mais uma etapa da nova política de combate à sonegação fiscal que está sendo implementada no Estado. “Nossa prioridade é o cancelamento de benefícios para aqueles que sonegam ICMS. Além da concorrência desleal entre os agentes econômicos, estas empresas causam graves distorções na economia catarinense, reduzindo a arrecadação tributária e, consequentemente, recursos para áreas prioritárias, como Saúde, Educação, Segurança Pública e Infraestrutura”, explica o secretário da Fazenda, Paulo Eli.

Osni Ribeiro Mello

Olá, eu sou Osni Ribeiro Mello, jornalista, administrador de empresas e Engenheiro Civil. Depois de ter passado pelos jornais: Gazeta Sul, Folha da Cidade e Informe e por todas as editorias. Atividades que consumiram 15 anos de minha vida e me deram muita experiência, resolvi que muito mais que dar a notícia eu apontaria os erros e as soluções. Pronto, virei colunista e instantaneamente odiado por escrever demais. De qualquer forma o portal www.diarioriodopeixe.com.br e o Jornal Extra resolveram apostar numa coluna de informações políticas e aqui estou tentando consertar o mundo e levando as notícias com uma pitada de humor e senso critico. Também mantenho o osnirmello.blogspot.com.br, blog onde divulgo as ideias que podem mudar o nosso mundo, ou não.

Espalhe essa coluna:

© 2011 - 2019. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.