Youtube Twitter Facebook Instagram

Quarta-Feira - 24.04.2019

Semana com mais nuvens e chuva frequente em SC


MÍNIMA: 15º - MÁXIMA: 20º

Diário Rio do Peixe

Quarta-Feira - 24.04.2019

Semana com mais nuvens e chuva frequente em SC


MÍNIMA: 15º - MÁXIMA: 20º

Colunistas

Trânsito na Vila Paraíso

PENSATA Passaporte diplomático para pastor, censura à imprensa, aumento do déficit primário... Governo novo, velhos problemas.

15/04/2019 - 23:53:48
Osni Ribeiro Mello

Trânsito

O vereador Ricardo Barbosa (PSDB) sugeriu a criação de uma Comissão de Transito, com a participação dos vereadores, para tratar das mudanças no transito que estão sendo implementadas na Vila Paraíso. Creio que a medida vem tarde, pois as mudanças no trânsito já foram realizadas e de acordo com o vereador Rubiano Schmitz, por causa da instalação de ciclovia na rua Padre Feijó.

Trânsito 2

O vereador Moacir D’Agostini (DEM) afirmou que não precisa de Conselho de Transito, por que os vereadores estão diariamente apontando os problemas do transito. Basta que o órgão competente esteja sintonizado com os vereadores, por que estes trazem as reinvindicações que a população pede.

Trânsito 3 

O vereador Adriano Paris (PSDB) afirmou que desde já é a favor da criação do Conselho de Trânsito. Mas ponderou que não basta ter o conselho, é necessário que a administração esteja atenta ao que a comunidade quer.

Trânsito 4 

O vereador Marcos Creminácio (PDT) afirmou que é uma ingenuidade - que custou caro para o ex-prefeito Beto Comazzetto (MDB) - desprezar a opinião do povo. Para o vereador a prefeitura poderia fazer uma enquete perguntando se gostaram das mudanças realizadas no trânsito.

Sistema de Água

O vereador Marcos Creminácio (PDT) afirmou que é necessário dar um prazo de pelo menos seis meses para que a empresa BRK Ambiental faça as melhorias necessárias no sistema de distribuição de água. Para o vereador é impossível a empresa solucionar todos os problemas em uma semana, se a Casan que estava há mais de 40 anos não o fez.

Promessas 

Ao contrário da promessa de campanha, de redução dos gastos, a publicidade governamental deu um salto de 63% em relação ao primeiro trimestre do ano passado e chegara a R$ 75,5 milhões. Valor que não inclui os gastos de ministérios e empresas estatais. E tem mais, pela primeira vez na história, a Globo foi desbancada pela Record na distribuição das verbas do governo federal e este é apenas o resultado do primeiro trimestre de governo Bolsonaro.

Fórum cobra regulamentação de produtos artesanais

O coordenador da Comissão de Regulação do Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos (Fcciat), Geraldo Silva Jardim, cobrou a regulamentação de leis estaduais que facilitam a criação e a competitividade de micro empreendimentos rurais. A cobrança ocorreu durante a primeira reunião da comissão, realizada nesta segunda-feira (15), na Assembleia Legislativa.

“Já existem duas leis, então não precisamos passar pelo caminho das pedras, mas elas não foram regulamentadas”, informou Silva Jardim, referindo-se às leis nº 10.731/1998, de fomento à agroindústria familiar, e nº16.971/2016, que instituiu o tratamento simplificado ao micro produtor primário.

No caso da lei de 2016, ela abrange as obrigações tributárias, vigilância sanitária, inspeção e fiscalização de produtos de origem animal, vegetal e conservação ambiental. Quanto à lei de 1998, há previsão de apoio à construção de sedes de unidades agroindustriais a partir de módulos, a padronização desses módulos, programas de fomento, segurança jurídica aos produtos artesanais, além da isenção de taxas públicas.

PRODUTOS ARTESANAIS -Michelle Carvalho, do Departamento de Ciências e Tecnologia de Alimentos da UFSC, ponderou que no caso dos produtos artesanais, a Lei Federal 13.680/2018 já autoriza a comercialização para outros estados.

“A lei já está valendo e libera os produtos artesanais para serem comercializados em todo país com uma fiscalização local. Aqui no estado alguns municípios discordaram, como Chapecó, que tem inspeção municipal, e começaram a impedir o produtor de colocar o rótulo artesanal”, denunciou a pesquisadora.

De acordo com Michelle, a regulamentação da Lei Federal 13.680/2018 está praticamente pronta e atribuirá aos estados a fiscalização e a regulamentação dos produtos artesanais.

MEL - Jose Francisco Mallmann, representante da Federação das Associações de Apicultores (Faasc) no Fcciat, reclamou que a legislação não dá conta de atender os anseios dos apicultores.

“O maior problema não é a produção, o maior problema é a fiscalização, é o atendimento às normas que o Ministério da Agricultura exige, aquele que quer vender localmente não consegue em função da legislação e automaticamente está excluído”, garantiu Mallmann.

Mallmann descreveu o caminho percorrido pelos apicultores para comercializarem a produção. “Depois que o mel está em um vasilhame adequado é que vem o gargalo: a quem vou vender? Pode conseguir colocar em algumas casas comerciais e o restante tem de vender para o grande comprador, porque se chega no supermercadista ele diz que ‘você tem de vestir a noiva’, que você tem de doar aos donos do mercado 10 mil quilos para você ter direito de colocar o produto na gôndola”. 

Deputada Campagnolo é processada por entidades 

A Associação Catarinense de Rádio e Televisão (Acaert-SC), a Associação Catarinense de Imprensa (ACI-SC), o Sindicato dos Jornalistas (SJ-SC) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), protocolaram nesta segunda-feira (15), na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), um processo contra a deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL).

Ação que trata da quebra de decoro parlamentar por ataques a classe dos jornalistas, em entrevista concedida ao jornalista Altair Magagnin, do Notícias do Dia.

“Nós acreditamos que num estado republicano não se admite que uma parlamentar, eleita pelo voto popular, guardiã da democracia, cometa esses atos insanos, generalizando todos os jornalistas. Não vamos aceitar esse tipo de comportamento”, disse o presidente da ACI-SC, Ademir Arnon.

“Nossa expectativa é que alguma medida seja tomada em relação a essa agressão aos profissionais de imprensa que, no nosso entender, fere o decoro parlamentar”, afirmou o presidente do SJ-SC, Aderbal da Rosa Filho.

A deputada xingou jornalistas durante a apuração de uma reportagem sobre a coincidência do uso de diárias pagas pela Assembleia em dias de lançamento do livro de própria autoria.

Reajuste dos servidores

A Câmara de Vereadores aprovou nesta segunda-feira (15) o projeto de lei que repõe a perda salarial dos servidores municipais. O reajuste é de 4,3% a parir de 1º abril e mais 4% a partir de 1º de novembro, perfazendo um total de 8,30% referente as perdas do período. 

Apressados

Relatou o vereador Rubiano Schmitz (sem partido) que antes mesmo de o projeto que concede o reajuste para os servidores municipais – que chegou na sexta-feira - ser avaliado pela Câmara, começou a receber mensagens cobrando a sua aprovação.

Osni Ribeiro Mello

Olá, eu sou Osni Ribeiro Mello, jornalista, administrador de empresas e Engenheiro Civil. Depois de ter passado pelos jornais: Gazeta Sul, Folha da Cidade e Informe e por todas as editorias. Atividades que consumiram 15 anos de minha vida e me deram muita experiência, resolvi que muito mais que dar a notícia eu apontaria os erros e as soluções. Pronto, virei colunista e instantaneamente odiado por escrever demais. De qualquer forma o portal www.diarioriodopeixe.com.br e o Jornal Extra resolveram apostar numa coluna de informações políticas e aqui estou tentando consertar o mundo e levando as notícias com uma pitada de humor e senso critico. Também mantenho o osnirmello.blogspot.com.br, blog onde divulgo as ideias que podem mudar o nosso mundo, ou não.

Espalhe essa coluna:

© 2011 - 2019. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.