Youtube Twitter Facebook Instagram

Sexta-Feira - 20.04.2018

Fim de semana com previsão de sol e temperaturas em elevação ao longo do dia


MÍNIMA: 10º - MÁXIMA: 28º

Diário Rio do Peixe

Sexta-Feira - 20.04.2018

Fim de semana com previsão de sol e temperaturas em elevação ao longo do dia


MÍNIMA: 10º - MÁXIMA: 28º

Colunistas

Receita de Ano Novo

Em vez de vender a nossa soberania aos pedaços, entregando a Embraer para os gringos. O governo Temer podia nos poupar os dissabores e entregar de vez o nosso: exército, marinha e aeronáutica aos cuidados do Pentágono. O petróleo ele já entregou pra Shell

02/01/2018 - 14:15:41
Osni Ribeiro Mello

Para você ganhar belíssimo Ano Novo

cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,

Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido

(mal vivido talvez ou sem sentido)

para você ganhar um ano

não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,

mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;

novo até no coração das coisas menos percebidas

(a começar pelo seu interior)

novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,

mas com ele se come, se passeia,

se ama, se compreende, se trabalha,

você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,

não precisa expedir nem receber mensagens

(planta recebe mensagens?

passa telegramas?)

Não precisa

fazer lista de boas intenções

para arquivá-las na gaveta.

Não precisa chorar arrependido

pelas besteiras consumidas

nem parvamente acreditar

que por decreto de esperança

a partir de janeiro as coisas mudem

e seja tudo claridade, recompensa,

justiça entre os homens e as nações,

liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,

direitos respeitados, começando

pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo

que mereça este nome,

você, meu caro, tem de merecê-lo,

tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,

mas tente, experimente, consciente.

É dentro de você que o Ano Novo

cochila e espera desde sempre.

SC terá orçamento de R$ 26 bilhões em 2018

Com um voto contrário, os deputados estaduais catarinenses aprovaram em sessão extraordinária, na noite desta quarta-feira (20), o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) para o ano que vem. A proposta consta no PL 377/2017, de autoria do Poder Executivo, e prevê que o Estado de Santa Catarina terá para gastar, em 2018, R$ 26,5 bilhões.

O orçamento recebeu cerca de 1,4 mil emendas, a maioria delas de autoria parlamentar, apresentadas com base na Emenda Constitucional 74/2017, que torna obrigatória a execução das emendas elaboradas pelos deputados ao orçamento estadual. As demais emendas foram colhidas em audiências públicas realizadas pela Assembleia Legislativa nas 36 regionais de Santa Catarina, dentro do chamado Orçamento Regionalizado, além de emendas encaminhadas pelo Executivo e propostas pelo relator.

O valor reservado para as emendas impositivas do parlamentar é de 1% da Receita Corrente Líquida, cerca de R$ 200 milhões ao ano em valores atuais. Metade delas deve ser destinada a investimentos em saúde, 25% na educação e o restante em outras áreas.

“Tudo isso é fruto de um acordo com o governo e tem a concordância da Secretaria de Estado da Fazenda e da Casa Civil”, comentou o relator da LOA, deputado Marcos Vieira (PSDB). “Todos os deputados foram contemplados com suas emendas, conforme solicitado.”

Em plenário, a LOA 2018 recebeu uma última emenda, de autoria do deputado Milton Hobus (PSD). O objetivo, conforme ele, é possibilitar que o Hospital do Alto Vale, em Rio do Sul, receba uma ajuda de custo mensal do governo estadual, ao invés do chamado extrateto, que não vem sido pago para a unidade hospitalar.

Os deputados também aprovaram o PL 371/2017, que fez alterações no Plano Pluranual (PPA) do quadriênio 2016-2019, também de autoria do governo estadual. Na Comissão de Finanças e Tributação, a proposta recebeu 545 emendas do relator, deputado Marcos Vieira. Conforme o parlamentar, as emendas foram necessárias para o atendimento das emendas parlamentares impositivas aprovadas na LOA 2018.

CRESCIMENTO - De acordo com a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), o orçamento de Santa Catarina para o ano que vem está estimado em R$ 26,429 bilhões, um crescimento de 2,5% em relação a 2017. O governo acredita que as receitas correntes, aquelas que são provenientes, na maioria, da arrecadação de impostos, devem subir 4,4%.

O projeto inclui tudo o que os cofres do Estado devem receber em 2018, incluindo arrecadação de tributos, transferências constitucionais, empréstimos, contribuições previdenciárias, entre outras receitas. Nas despesas, estão previstos os recursos que serão destinados à manutenção dos serviços públicos estaduais (saúde, educação, segurança pública, etc.), folha de pagamento dos servidores ativos e aposentados, investimentos em obras e ações, despesas do Poder Judiciário, Assembleia Legislativa, Ministério Público, Tribunal de Contas, Defensoria Pública e Udesc.

O maior gasto previsto para 2018 é com a Previdência dos servidores. O Estado estima um desembolso de R$ 5,948 bilhões (mais de 22% do orçamento). Em seguida, vem os gastos com educação, calculados em R$ 4,478 bilhões. A saúde receberá R$ 3,539 bilhões. A Diretoria de Planejamento Orçamentário da SEF preparou um material no qual detalha a peça orçamentária para 2018.

Cassação da CNH

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), sancionou na manhã desta quinta-feira (21) a lei que determina que a suspensão das Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) por pontuação acumulada só seja feita no mesmo ano em que o motorista tiver acumulado os 20 pontos. O texto que deverá entrar em vigor na data da sua publicação, determina que o Departamento Estadual do Trânsito de Santa Catarina (Detran-SC) realize os procedimentos administrativos necessários para a suspensão da CNH do motorista que atingir 20 pontos no mesmo ano em que ocorrerem as notificações de trânsito que originaram as penalidades. Em caso de descumprimento do prazo, o órgão deverá arquivar o processo. Ainda segundo a normativa, o Detran-SC deverá disponibilizar sistema de cadastro de usuários em seu site possibilitando que o condutor possa optar por receber notificação de multas via e-mail, caso atinja o limite prudencial de 15 pontos por infrações de trânsito no período de 12 meses.

Calendário do IPVA

O calendário de pagamento permanece o mesmo dos anos anteriores. Proprietários de veículos com placa final 1 têm até o último dia de janeiro para pagar em cota única. A Fazenda também oferece o parcelamento em três vezes. Nesse caso, o prazo da primeira parcela é o 10º dia dos meses de janeiro, fevereiro e março. Em qualquer uma das modalidades, não há concessão de descontos. Os contribuintes podem antecipar o pagamento a qualquer momento. Veja calendário completo abaixo. O IPVA pode ser recolhido no Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Santander, Caixa Econômica Federal, Sistema Bancoob/Sicob, HSBC, Cecred, Sicredi e Sicob/Creditran.

Aberto processo seletivo para curso de Engenharia de Produção Cervejeira

Até 10 de janeiro está aberto o processo seletivo especial para o curso de graduação em Engenharia de Produção Cervejeira da Escola Superior de Cerveja e Malte.

É a segunda formação do mundo nesta área. A primeira está na Alemanha, mercado pioneiro no setor das cervejarias.

Os alunos, que terão aulas em Blumenau durante cinco anos, serão preparados para terem uma visão global sobre o negócio e ainda contribuírem com aspectos importantes como a produtividade e as criações de novos rótulos.

Para submeter o currículo escolar para avaliação, basta acessar o site: www.cervejaemalte.com.br

Conforme o diretor da ESCM, Carlo Bressiani, a expansão do mercado cervejeiro no Brasil é uma constante: “O número de negócios nesse segmento não para de crescer. Com 610 cervejarias instaladas no Brasil até o final do primeiro semestre de 2017, a expectativa é de que o número ultrapasse 800 em 2018. Por isso a importância da capacitação na área”, disse.

Osni Ribeiro Mello

Olá, eu sou Osni Ribeiro Mello, jornalista, administrador de empresas e Engenheiro Civil. Depois de ter passado pelos jornais: Gazeta Sul, Folha da Cidade e Informe e por todas as editorias. Atividades que consumiram 15 anos de minha vida e me deram muita experiência, resolvi que muito mais que dar a notícia eu apontaria os erros e as soluções. Pronto, virei colunista e instantaneamente odiado por escrever demais. De qualquer forma o portal www.diarioriodopeixe.com.br e o Jornal Extra resolveram apostar numa coluna de informações políticas e aqui estou tentando consertar o mundo e levando as notícias com uma pitada de humor e senso critico. Também mantenho o osnirmello.blogspot.com.br, blog onde divulgo as ideias que podem mudar o nosso mundo, ou não.

Espalhe essa coluna:

© 2011 - 2018. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.