Youtube Twitter Facebook Instagram

Sábado - 23.09.2017

Noite: Céu com algumas nuvens Manhã: Sol com muitas nuvens


MÍNIMA: 16º - MÁXIMA: 31º

Diário Rio do Peixe

Sábado - 23.09.2017

Noite: Céu com algumas nuvens Manhã: Sol com muitas nuvens


MÍNIMA: 16º - MÁXIMA: 31º

Colunistas

Funcionalidade da Didática Aplicada I

O comportamento do professor é relevante para o envolvimento do aluno no processo de aprendizagem

14/07/2017 - 12:04:36
Adelcio Machado dos Santos

Na fase da orientação, operação a execução, por parte do professor, do planejado. Nessa etapa, todas as atividades têm em vista a orientação do aluno para que este alcance os objetivos propostos. É a fase que requer mais habilidade do professor, visto que é aqui que ele deve exercer mais do que em outras fases sua função de liderança, objetivando a motivação dos alunos para a aprendizagem.

Para tanto, o docente deve recorrer a métodos, técnicas e procedimentos de ensino no intento de criar uma situação favorável á aprendizagem.

A fase de controle no processo de ensino e aprendizagem consiste na constante supervisão do processo de aprendizagem para que o mesmo seja conduzido de modo eficaz. A eficácia aqui está relacionada ao sucesso na estratégia de aprendizado por parte dos alunos.

Portanto, eficácia diz respeito àquela ação que alcança seus resultados, diferindo da eficiência, que compreende apenas a ação realizada em conformidade com as normas estabelecidas, mas sem resultados (PILETTI, 1990).

De acordo com Karling (1991), a didática apresenta várias técnicas de ensino que podem ser empregadas e indica os princípios e critérios que devem ser adotados pelo professor no processo de ensino, optando por aqueles que melhor se adequam aos seus alunos. Indica ainda os critérios para seleção do material didático, do conteúdo e da avaliação.

Ademais disso, revela que o comportamento do professor é relevante para o envolvimento do aluno no processo de aprendizagem. Por fim, ensina como se deve efetuar o planejamento para evitar perda de tempo e obter o máximo de rendimento.

Nérici (1992) sustenta que a metodologia didática apresenta estruturações preponderantemente lógicas ou psicológicas, em conformidade com as circunstâncias e o nível de maturidade do aluno. Para o autor, os elementos fundamentais que integram um método de ensino são os seguintes: a linguagem didática, tanto oral quanto escrita; os meios auxiliares e o material didático; e a ação didática.

Conforme Libâneo (1990), a didática implica em observar o objeto de estudo nas suas propriedades e nas suas relações com outros objetos e fenômenos, considerando-os sob vários ângulos, mas especialmente sob o ângulo social, pois a apropriação de conhecimentos tem o seu motivo de ser na sua ligação com necessidades da vida humana e com a transformação da realidade social. O emprego da didática depende tanto dos objetivos imediatos da aula, quanto dos objetivos gerais da educação previstos nos planos de ensino.

Outro ponto relevante a ser levado em conta na escolha de métodos de ensino é o conhecimento das características dos alunos: quanto à capacidade de assimilação segundo a idade e o nível de desenvolvimento mental e físico; e quanto às suas características socioculturais e individuais.

O método de ensino, empregado de forma adequada objetiva garantir a atualização das capacidades potenciais dos alunos, de forma que adquiram e dominem métodos próprios de aprender (LIBÂNEO, 1990).

Adelcio Machado dos Santos

Pós-Doutor pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Reitor da Universidade Alto Vale do Rio do Peixe - UNIARP
Jornalista (MTE/SC nº 4155)
Diretor do Meio Oeste da Associação Catarinense de Imprensa (ACI)
Presidente da Associação Caçadorense de Imprensa (ACIJO)
Conselheiro da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (ABRAJET/SC)

Espalhe essa coluna:

© 2011 - 2017. Todos os direito reservados a Editora Rio do Peixe.